Destaques

M. Shadows fala sobre a indicação ao Grammy Awards

Postado por Thammy Sartori - 29/11/2017 - Sem comentários

Em entrevista ao Los Angeles Times, M. Shadows falou sobre a primeira indicação do Avenged Sevenfold ao Grammy Awards.

Confira tradução:

Foi surpreendente saber que o Avenged Sevenfold nunca havia sido nomeado para esta premiação.
Então parabéns!

Sim, sabe, todos os anos revelavam os indicados e tínhamos lançado um grande álbum, mas nunca fomos indicados para nada. Então a gente meio que aceitou que nunca seríamos indicados e era daquele jeito que ia sempre ser. Logo, foi uma ótima surpresa.

O sentimento desta indicação é como uma aceitação?

Ela veio em uma boa época para nós. Quando éramos mais novos, essas coisas eram tipo ‘Nós não nos importamos com premiações, estamos fazendo nossas coisas por aí’.
E eu penso em algumas perspectivas da nossa carreira e sobre as perspectivas de como essas coisas funcionam, estamos muito agradecidos neste ponto de nossas vidas de sermos aceitos e aparecer. É uma música de rock em uma premiação que é televisionada, estamos muito gratos por isso.
Estar lá com o Foo Fighters, o Metallica e todas as outras bandas de rock nos deixa mais animados ainda. Estamos concorrendo contra alguns gigantes da música, mas isso tudo não é sobre ganhar, estamos felizes por sermos reconhecidos.

Avenged Sevenfold indicado ao 60th Grammy Awards!

Postado por Thammy Sartori - 28/11/2017 - Sem comentários

Avenged Sevenfold foi indicado ao 60th GRAMMY Awards com a música The Stage na categoria ‘Melhor Música Rock‘!

A premiação ocorrerá no dia 28 de janeiro às 22h30 (horário de Brasília).

Confira todas as indicações nesta categoria:

• The Stage (Avenged Sevenfold)
• Atlas, Rise! (Metallica)
• Blood In The Cut (K.Flay)
• Go To War (Nothing More)
• Run (Foo Fighters)

M.Shadows sobre o Linkin Park: ‘Eu não consigo ver a banda simplesmente acabando’

Postado por Tate - 26/11/2017 - Sem comentários

Recentemente os integrantes do Avenged Sevenfold, Synyster Gates e M.Shadows participaram de um show em tributo a memória de Chester Bennington, do Linkin Park, que faleceu em julho deste ano. Tempos depois, o vocalista do A7X em entrevista à Eddie Trunk falou um pouco do que ele acha sobre o futuro do LP e que ele não acredita que Mike Shinoda e os integrantes apenas ‘acabem com o grupo’.

Confira o trecho da entrevista que M.Shadows fala sobre isso:

Eu não conhecia o Chester muito bem, mas tenho uma grande amizade com o Mike Shinoda e o Dave Farrell. Mike e eu sempre estamos juntos no Coachella, fomos no último Desert Trip. Ele até mostrou o último disco (‘One More Light’) na íntegra para mim, antes de ser lançado, e era tudo assustador, até as demos de Chester. Tudo que aconteceu é devastador.

Eles são humanos e ainda tem muito o que viver. Eu acho que se eles amam tanto sua música, eles tem todo o direito de seguir em frente. Conhecendo o Mike do jeito que eu conheço, ele sempre foi, na minha opinião, o líder do grupo: o cara que toca o barco, o cara que faz as demos, o cara que é obcecado por cada detalhe da banda.

O Chester foi um dos melhores vocalistas da nossa geração. E eu sei que vai ser dificil, mas ao mesmo tempo o Mike trabalha duro e ele é muito dedicado ao Linkin Park, ele coloca tanto esforço e tempo que eu apenas não consigo vê-lo acabando com isso. Eu não vejo isso sendo possível e eu acho que seria uma pena se acontecesse.

M. Shadows também compara a situação do Linkin Park com a do Avenged Sevenfold quando perdeu seu baterista The Rev em 2009, vitima de uma overdose acidental. “Acho que Mike percebe que passamos pelo mesmo tipo de coisa, ainda que a morte de Rev não tenha sido um suicídio, você está perdendo um amigo de longa data. É insano”.

O Linkin Park ainda não anunciou qual será o futuro do grupo, se eles continuarão com a mesma estrutura sem Bennington ou se procurarão outro vocalista para seu lugar.

 

M. Shadows sobre depressão: Nunca diga para alguém ‘Supere logo isso’.

Postado por Thammy Sartori - 20/11/2017 - Sem comentários

Em entrevista para a NME, M. Shadows falou sobre o tabu que é o assunto ‘depressão‘ ainda, como ele passou a entender as pessoas que sofrem com este problema e sobre ter sofrido por três anos com depressão.

Confira a tradução completa:

“Eu sei o quão escuro e terrível é!”

O vocalista do Avenged Sevenfold, M.Shadows falou sobre saúde mental, encorajando as pessoas a nunca dizer para alguém que sofre com depressão para ‘superar logo isso’. Pedindo para a sociedade ser mais aberta e compreensiva sobre depressão e ansiedade.

“Eu sempre me abri sobre essas coisas com os meus amigos. Eu tive amigos que sofreram depressão ou tomavam remédios porque suas glândulas pituitárias não estavam fornecendo hormônios suficientes. Eu estive próximo de muita gente que teve esse tipo de problema e disponível para conversar.

O tabu sobre este assunto é desanimador, porque todo mundo neste planeta passa por coisas difíceis em algum momento, então temos que estar lá por eles. Algumas pessoas vão passar por momentos mais obscuros e não vão conseguir sair deles sozinhos. Precisam de pessoas ou ajuda medicinal, precisam de algo que possam fazer ou de pessoas para conversar.

Aqueles que não entendem muito bem sobre saúde mental, não vão saber como as outras pessoas se sentem quando tem depressão. Você precisa se colocar na situação da pessoa, isso leva muito tempo e trabalho para entender o que a pessoa vem passando e fazer o melhor para ajuda-la, pois é importante. Vamos perder muita gente ainda se não entendermos nada sobre isso.”.

Após a perda do Chester Bennington no início do ano, Shadows enfatizou que para todos que estão dispostos a conversar tem que ter alguém que entenda o suficiente para escutar. Ele não entendia a depressão até o dia que o membro de sua banda faleceu e ele passou por isso.

“Tudo que posso dizer é que eu nunca saberia como é o sentimento da depressão, mesmo se me falassem várias vezes sobre ela, eu nunca entenderia a profundidade, até eu perder o Jimmy. Eu passei por isso por três anos, então eu procurei alguém que eu pudesse falar sobre, foram os três anos mais difíceis da minha vida. Eu tremia durante a noite, tinha muita ansiedade sobre qualquer coisa que eu fazia e não conseguia dormir. Uma vez que eu passei por isso durante três anos, eu nunca questionaria o estado mental de qualquer pessoa, porque eu passei por isso.

Eu sei o quão desesperador é, como é escuro e terrível e como você sente que não pode fazer nada sobre isso. Infelizmente as pessoas precisam passar por isso para entender o que os outros sentem. Tudo que posso dizer para as pessoas que acham que depressão não é real ou só dizem ‘deixe para lá e supere logo isso’, eles realmente não tem ideia de como é. Você precisa dar às pessoas o benefício da dúvida de que eles estão fazendo o melhor que podem para superar isso.”.

“Se as pessoas odeiam o que você faz significa que você está fazendo isso certo!”

Postado por Thammy Sartori - 20/11/2017 - Sem comentários

Em entrevista para a Blabbermouth, Zacky Vengeance contou como lida com os haters, se ele considera um dia tomar o lugar de bandas como Black Sabbath e Scorpions como headliners em festivais e sobre composições próprias.


Confira a tradução completa:

Se o Zacky presta atenção ao que os haters dizem sobre o Avenged Sevenfold:

Zacky: Para ser honesto, isso nunca me incomodou, nós recebemos hate desde o primeiro dia. A primeira matéria que fizeram sobre a nossa banda foi quando eu tinha dezessete anos e tínhamos acabado de lançar nosso primeiro EP. A revista disse que era o melhor álbum do mês, mas o pior álbum do mês também. Ganhamos como melhor e pior álbum do mês na mesma revista! Naquele momento eu fiquei feliz e emocionado, porque se as pessoas odeiam o que você faz significa que você está fazendo isso certo, significa que você está à frente delas e que você tem uma opinião. Nem todo mundo vai te amar e nem gostar do que você faz. Você vê muitas pessoas que não querem deixar para trás as bandas que amam e seguir em frente, elas não querem algo novo e tem medo de mudanças. Medo que as novas bandas tomem conta do gênero que elas gostam. Normalmente são as pessoas que só tem voz online e enchem o saco, tipo ‘Oh, essa banda é uma merda, eles nunca serão melhores do que tal e tal banda’. E por fim, acabou que nós estamos sendo as atrações principais de festivais e nossos shows lotam em qualquer lugar. Nosso álbum The Stage foi considerado como o pior em vendas da banda, mas ainda assim foi considerado um dos melhores álbuns de rock do ano no mundo, mesmo sendo o pior álbum. Eu acho que enquanto as pessoas tiverem uma opinião forte sobre nós, amando ou odiando, significa que estamos fazendo algo certo.

Se ele acha que o Avenged Sevenfold pode substituir bandas como Black Sabbath e Scorpions em festivais como principais atrações:

Zacky: É difícil dizer, nós somos muito sortudos por tocar nesses shows, mas é muito importante uma banda como a nossa ir lá e fazer o melhor show que pudermos. Colocar o local abaixo, tocar o mais alto que pudermos e mostrar aos fãs que o dinheiro gasto no show valeu a pena. Demorou muito tempo na carreira dessas bandas para chegar onde eles estão agora. Iron Maiden e Metallica estão maiores do que nunca, estão tocando em estádios ao redor do mundo. Parece que voltamos ao tempo que eles tocavam direto na MTV e no rádio, mas a verdade é que os fãs sabem que vai valer a pena ver um show deles. Você alcança todas as gerações, pais trazendo pais, ou trazendo os filhos e até trazendo toda a família aos shows. É por isso que os shows são tão lotados. Nós ainda somos novos e precisamos ir lá e mostrar tudo o que temos. Acredito que se perseverarmos e formos tão longe quanto essas bandas, um dia talvez tenhamos o mesmo legado deles.

Se ele já compôs alguma música que não se adequava ao Avenged Sevenfold:

Zacky: Sim, toda hora! Uma coisa boa do Avenged Sevenfold é que o estilo é muito único, podemos adicionar e incorporar vários estilos na música. Não é só thrash metal ou só hard rock, podemos colocar qualquer tipo de estilo na música e isso é ótimo para mim. Acima de tudo, eu amo punk rock e sempre que ouço alguma banda tipo Bad Religion eu penso “Wow, seria demais começar uma banda de punk rock só por diversão’. Eu também amo música suave, quase triste, somente tocada no violão, então eu sempre escrevo músicas assim em casa. Talvez algum dia eu libere as músicas, mas é difícil porque quando você é conhecido por ter uma banda como o Avenged Sevenfold, você é instantaneamente julgado. Não é como se eu tivesse dezoito anos novamente e ninguém nunca tivesse ouvido falar sobre mim e se eu liberasse uma música dessas para o mundo, ninguém teria grandes expectativas. Só que hoje em dia, pelo fato de eu ser quem eu sou e tocar na banda que eu toco, é complicado liberar alguma música sem todo mundo julgá-la por algo que ela não é.

Você quer um poster autografado @?

Postado por Thammy Sartori - 20/11/2017 - Sem comentários

O Avenged Sevenfold Brasil vai te dar um presentão de Natal!
Na nossa page do Facebook está rolando um sorteio para você concorrer à um poster autografado pelos caras da banda. Para você participar é muito simples.

Vamos as regras:

– Marque três amigos na publicação do Facebook
– Curta a página do Avenged Sevenfold Brasil e da Warner Music
– Compartilhe a postagem em modo PÚBLICO

O sorteio vai até às 23h59 do dia 01/12 e no dia 02/12 vamos divulgar o ganhador!

Não fique triste se você não ganhar, vai ter mais sorteios em nossas redes sociais. Então já siga lá!
Twitter: http://twitter.com/a7xbr
Instagram: http://instagram.com/a7xbr_

Redes Sociais

Último Vídeo

Turnê


    12/01 – Nashville, Tennessee
    14/01 – Grand Rapids, Michigan
    16/01 – Reading, Pensilvânia
    17/01 – State College, Pensilvânia
    19/01 – Quebec, Canadá
    21/01 – Ottawa, Canadá
    22/01 – Hamilton, Canadá
    24/01 – Green Bay, Wisconsin
    25/01 – Peoria, Illinois
    27/01 – Sioux Falls, Dakota do Sul
    29/01 – Tulsa, Oklahoma
    31/01 – Biloxi, Mississippi
    02/02 – North Little Rock, Arkansas
    03/02 – Evansville, Indiana
    06/02 – Wichita, Kansas
    08/02 – Lincoln, Nebraska
    09/02 – Cedar Rapids, Iowa
    11/02 – Fargo, Dakota do Norte
    12/02 – Winnipeg, Canadá
    14/02 – Saskatoon, Canadá
    15/02 – Edmonton, Canadá
    17/02 – Vancouver, Canadá
    28/04 – Jacksonville, Flórida
    01/06 – Nürburg, Alemanha
    03/06 – Nurembergue, Alemanha
    08/06 – Leicestershire, Inglaterra
    28/06 - Madrid, Espanha
    30/06 – Madrid, Espanha

Facebook