Destaques

Avenged Sevenfold fará turnê no Sudeste Asiático
Saiba os detalhes
.
A7X:BR Cast #02
Ouça o nosso podcast!
.
Arin fica em 2° lugar em ranking de bateristas e agradece aos fãs
Hail to the King: Deathbat - Behind the Scenes
Assista ao vídeo legendado
.

Os 13 momentos mais insanos do Avenged Sevenfold ao vivo

Postado por Tate - 23/03/2015 - Sem comentários

Enquanto o Avenged Sevenfold segue de férias, a Kerrang! preparou uma lista dos 13 momentos mais épicos da banda em cima dos palcos. Tem o Download, Wembley, Ozzfest, Sonisphere e claro, o Rock in Rio. Confira a lista completa.

 

Da Warped Tour a Wembley, o Avenged Sevenfold cobriu muitos terrenos desde seu começo em 1999. E, naquele tempo, a banda de metalcore na época, que virou um gigante no metal nos deu uns dos shows mais memoráveis que já vimos. Então, enquanto M. Shadows e companhia tiram um merecido tempo de férias depois de encerrarem o ciclo do álbum Hail To The King, nós pensamos em relembrar alguns dos momentos mais fantásticos da banda no palco.

13 – Rock in Rio 2013

Vamos começar com uma martelada, podemos? Todo mundo se arrepia depois milhares de brasileiros gritando “NIGHTMAAAAAAAAARE” em plenos pulmões durante o show. Sim, exato. Absolutamente espantoso.

12 – Call of Duty: Black Ops II – 2012

Okay, tecnicamente isso não é ao vivo, tipo, termos vivos. Mas é uma desculpa para falarmos disso: a banda provou que eles podem pegar pesado mesmo no mundo digital, tocando no Club Solar junto com os personagens Woods e Menendez, como uma parte especial da sequencia da franquia Call of Duty.

11 – London Ulu – 2008

Como você se aquece para o Kerrang! Awards, uma das maiores festas do ano?  Bom, se você é o Avenged Sevenfold, você participa da nossa Week of Rock (Semana do Rock) e convida um tal de Matt Tuck  do Bullet For My Valentine para subir no palco e tocar um cover no Pantera e NOFX contigo. E aí você vai e ganha três prêmios na noite seguinte.

10 – Twickenham – 2008

O Avenged Sevenfold se uniu aos heróis do metal, Iron Maiden, como convidados especiais nos shows do Somewhere Back in Times na Europa, botando a cara a tapa por dividir o palco com uma das maiores bandas do planeta.Foi sensacional e sem dúvida preparou o A7X para ser headliner dos grandes festivais que eles participaram.

9 – Ozzfest – 2006

A banda de Huntington Beach era um mistério no Ozzfest de 2006. Eles se juntaram ao System of a Down, Hatebreed e Disturbed em um sólido line-up. O City of Evil tinha sido lançado no ano anterior, então o setlist da banda estava ficando poderoso e incluía ainda um cover do Pantera. RES-PEI-TO.

8 – Sonisphere -2009

Esse foi o último show ao vivo do The Rev antes de sua morte.  O Avenged Sevenfold fechou o segundo palco do festival Sonisphere em 2009, pouco antes do Metallica encerrar o evento. Esse é um grande negócio, não é?  O Avenged estava em sua forma mais intensa, o que nos acostumamos a esperar deles.

7 – Warped Tour – 2003

Okay, esse pode não ser nada comparado aos outros grandes momentos da lista, mas o Avenged Sevenfold sempre trabalhou bem para causar um pandemônio, até na pequena Warped Tour de 12 anos atrás. Uma década de shows fez um mundo de diferença, mas eles sempre foram naturais.

6 – Hammersmith Apollo – 2010

Agora, isso é um baita momento. O Avenged embarcou em uma turnê como co-headliner junto com o Stone Sour pelo Reino Unido durante verão (inverno lá), entrando em uma batalha com Corey Taylor noite ou outra. Com o Mike Portnoy assumindo as baquetas e um site temperado de homenagens ao The Rev. O Avenged Sevenfold estava pegando fogo.

5 – Rock am Ring – 2012

Parando pela Europa durante a turnê Welcome To The Family,  o Avenged Sevenfold marcou presença em um dos maiores festivais da Europa e provaram mais uma vez que eles estavam preparados para grandes eventos.

4 – Iraque – 2011

Muitas bandas fizeram turnês ao redor do mundo, tocando em lugares longes e remotos do globo. Mas foram poucas que foram tocar para homens e mulheres que estavam prestando serviço militar no Iraque e no Kuait. Foi exatamente isso que o Avenged Sevenfold fez em 2011. Junto com Mike Portnoy na bateria e grandes fãs na plateia, esse foi um momento, muito, mas muito especial.

3 – Wembley – 2013

O Avenged Sevenfold começou a aquecer para seu grande show no Download seis meses antes na maior arena do Reino Unido, dominando Wembley junto com o Five Finger Death Punch. Um Deathbat gigaaaante flutuando? Certo! O mais recente álbum recém-lançado como um dos grandes hinos da noite? Certo também!

2 – Live in the LBC – 2008

Um ano depois de lançar seu o álbum Avenged Sevenfold, o A7X foi headliner da turnê Taste of Chaos, que passou pelos Estados Unidos junto com o Bullet For My Valentine  e Atreyu. No topo de tudo isso, eles gravaram seu primeiro DVD ao vivo, durante o show em sua cidade natal, Long Beach.  E assisti-lo é uma obrigação de qualquer fã do Avenged. Eles fizeram parecer que tocar para grandes públicos fosse Almost Easy.

1 – Download Festival – 2014

É, estaríamos errados se não fizéssemos deste momento o número 1. O Avenged fez sua estreia como atração principal do Download Festival em 2014. Mas, eles não cederam diante da pressão? Não. Shadows e companhia se misturaram com heróis como Metallica e Iron Maiden naquela sexta feira em Donington. E foi épico. Apenas épico.

Avenged Sevenfold realizará apenas mais três shows em 2015

Postado por Lucas - 16/03/2015 - 2 comentários

o A7X, por meio de sua página no Facebook, anunciou que as três datas marcadas para shows em Julho encerrarão as atividades da banda nesse ano. Provavelmente, a banda deve entrar em estúdio logo após para gravar seu sétimo álbum e ficará sem fazer shows até próximo ao lançamento do mesmo.

Confira as datas:

16 de Julho – Soaring Eagle Casino and Resort (Breaking Benjamin como convidado especial)
17 de Julho – Rock USA (festival que terá participações de outras bandas como Judas Priest e Alice in Chains)
19 de Julho – Rock Fest

Todos os shows serão nos Estados Unidos.

Avenged Sevenfold será headliner no festival Rock USA

Postado por Lucas - 03/03/2015 - 1 comentário

A princípio, a turnê asiática teria sido a última leva de shows da banda em 2015, porém, na página do Facebook da banda, surgiu o anúncio que o Avenged Sevenfold será headliner no festival Rock USA, no dia 17 de Julho.

Podemos esperar por mais shows em festivais ainda em 2015?

Você pode conferir o line-up do festival aqui.

O Rock USA acontece em Oshkosh, Wisconsin, nos Estados Unidos, entre os dias 15 e 18 de Julho.

M. Shadows na lista dos ’55 maiores rockstars do momento’ da Kerrang!

Postado por Tate - 01/03/2015 - Sem comentários

A revista Kerrang! divulgou a lista atual dos ‘55 maiores rockstars do momento‘. M. Shadows integra ela em 44º lugar dessa lista, juntamente com outros nomes do rock and roll. 

Confira um dos scans da matéria

kerr1

M. Shadows: “Nós sempre queremos ser o maior que pudermos”

Postado por Dani Barbosa - 07/02/2015 - Sem comentários

Após mais de seis meses de rumores espalhados sobre o show de estreia do Avenged Sevenfold em Hong Kong, a banda de heavy metal chegou como um furacão e apresentou suas faixas de metal de sucesso em show na Asia World Arena, no dia 14 de janeiro.

O Dinosaur Journal (DJ) fez uma entrevista exclusiva com a banda e seus integrantes. Eles falaram um pouco da trajetória do Avenged Sevenfold, da inspiração própria no som ao sucesso mainstream, mesmo com o nível de popularidade das meninas do Babymetal.
Confira a tradução adaptada da entrevista pingue-pongue com a banda:

Dinosaur Journal: Esta é a primeira vez que vocês tocam em Hong Kong. Como se sentem?

Avenged Sevenfold: Bem! Nós estamos aliviados! Estamos passeando por todos esses lugares que não conhecemos. A vista é fantástica. Nosso hotel é  ótimo. Muito para explorar. 

Dinosaur Journal: O que vocês esperam do público?

Avenged Sevenfold: Nós esperamos que seja o máximo! A maioria dos fãs nesta parte do mundo é completamente insana, de uma maneira boa. Ontem à noite foi demais. Eles estavam tão fora de controle e barulhentos. Estávamos acostumados com isso na Malásia e Jacarta, então esperamos o mesmo do público aqui. É realmente sempre incrível por aqui!

Dinosaur Journal: Vocês gostam e alguma banda da Ásia?

Avenged Sevenfold (M Shadows): Claro que sim. Eu sempre gostei da X-Japan, mas eles geralmente não fazem turnê nos Estados Unidos.

Avenged Sevenfold (Johnny Christ): Não sei… eu gosto da Babymetal! (risos)<

Dinosaur Journal: Como vocês descreveriam a música de vocês agora?

Avenged Sevenfold: Cada disco é completamente diferente. Sabe, quando você está no colégio, você diz “é isso… você gosta desse tipo de música…”, mas conforme você fica mais velho você não se importa mais. Nós tentamos fazer com que cada música tenha sua própria história, não temos temos um gênero fixo realmente. Tem algo de metal, um pouco de punk, um som pesado… enfim, alguma coisa boa também. (risos)

Dinosaur Journal: O que vocês consideram como “música boa”?

Avenged Sevenfold: Eu acho que é o que faz você se sentir emocional. Se você pode sentir um pouco de emoção, de modo que você gosta de estar em outros lugares, ouvindo Elton John, Queen, Metallica ou música pop, para mim, se você acha que isso é uma boa música, isso é uma boa música. Se isso pode te tocar, é música boa.

A que faz você sentir emotivo – se toca em alguma coisa, cria um sentimento e te leva a algum outro lugar, essa música vem de todos os tipos e formas, sabe, Elton John, Queen, Metallica, música pop, o que quer que você esteja ouvindo. Para mim, se a música é boa e te toca, isso é bom.

Dinosaur Journal: Os equipamentos nesta turnê na Ásia são diferentes dos que vocês usaram nas outras turnês?mpre terão muitas músicas no setlist.

Avenged Sevenfold: Eu acho que são um pouco diferente. Algumas coisas são mais duráveis e viajam sem problemas, mas ainda mantém a qualidade. Em termos de produção, é realmente difícil arrumar um show como fazemos na América. Tentamos trazer nossos próprios equipamentos e pessoal porque viajamos todos os dias basicamente e, a menos que você seja o Iron Maiden – que tem um 757 (Ed Force One), você não consegue trazer todas as suas coisas com você. Não é como se fôssemos o Metallica. Eles estariam com sua equipe organizando as coisas durante alguns dias. Nesse momento da nossa carreira, temos que chegar e partir o mais rápido possível. Por isso tentamos fazer o nosso melhor. Quanto maior é a banda, mais ela pode fazer. Se você se torna suficientemente ‘grande’, aí pode começar a trazer mais e mais coisas a cada turnê. Como nesta turnê que estamos trazendo conosco nossos equipamentos de vídeo e um cenário melhor. Se você já nos viu na última vez, só tínhamos um pano de fundo. Fazemos tudo o que podemos.

Dinosaur Journal: Então… como vocês decidem o setlist?

Avenged Sevenfold: Nós vemos se já estivemos no local antes ou quando tocamos lá pela última vez,  e sempre ouvimos o que os fãs querem escutar, o que é popular e tentamos improvisar com frequência. Eu acho que é importante olhar todos os álbuns, então tentamos inserir algumas músicas de cada um deles. Nós estamos tocando um dos nossos setlists mais longos da turnê.

Avenged Sevenfold (M Shadows): Muito disso se deve à reação do público – se uma música não funciona bem ao vivo, geralmente desistimos dela. Agora nós temos a experiência de que é a sequência de músicas (música após música) que cria a atmosfera que esperamos. Se você abre mão de um grande sucesso, então a maior parte dos fãs ficarão chateados com isso. Nós tentamos encaixar algumas músicas aleatórias que escolhemos, e então sobrarão só os hits no final.

Dinosaur Journal: A transição do A7x para o cenário mainstream muda o pensamento da banda? Levando em conta o processo criativo e os objetivos?

Avenged Sevenfold: Na verdade não. Desde o primeiro dia, fazemos o que queremos. E queremos escrever música que gostamos. Nós constantemente colocamos o que gostamos e esperamos que os nossos fãs gostem E nós temos os melhores fãs do mundo, eles de fato conseguem fazer isso. Nós sempre queremos ser o maior que pudermos ser. E não há cenário mainstream que possa interferir e, de repente, mudar o que somos. Então tem sido da maneira que nós desejamos que seja.

Dinosaur Journal: Vocês acumulam uma lista de metas bem-sucedidas, como por exemplo serem o headliner do Download Festival no ano passado. Quais as próximas metas?

Avenged Sevenfold: Nós não temos metas realmente… alguns sonhos, eu diria. Do tipo, queremos ser uma grande banda, mas não sabemos realmente o que isso significava ou onde isso nos levaria. Há diferentes níveis de tendência na música. Nos Estados Unidos, por exemplo, você pode ser a maior banda de rock e ainda assim não fazer parte do que se considera mainstream. Quero dizer, Katy Perry e Rihanna são o que é de fato o mainstream. Se você se ater somente aos números, quero dizer, nós somos a banda de rock mais tocada do país ou algo parecido do último ano. Mas nosso número é muito inferior ao de músicos realmente mainstream como Rihanna (que tem suas faixas tocadas 40 milhões de vezes por semana). Isso é mainstream! Mas eu acho que as pessoas têm a impressão errada de que uma grande banda de rock é mainstream. Para nós, somente escrevemos o que gostamos e o que queremos fazer. E isso funciona pra gente. Mas também podemos fazer outras coisas (jogar video game) e queremos que as pessoas nos escutem. Nós queremos que as pessoas sejam apresentadas ao rock porque acreditamos que elas vão gostar.  E sempre há aquela banda que te faz entrar no mundo do rock, e a partir dela, você começa a cavar mais fundo e encontrar outras coisas que goste. Daí você começa a ouvir coisas de artistas da Europa, Led Zeppelin, AC/DC. Você sempre precisa de uma banda que te faça entrar nesse mundo e não nos importamos em ser essa banda. Dessa forma nós conseguimos mais pessoas curtindo o rock ‘n roll.

Dinosaur Journal: Qual é o maior sonho de vocês no momento?

Avenged Sevenfold: Eu não sei se podemos falar isso. (risos)

Dinosaur Journal: Há alguma música que vocês tenham tocado tanto que não aguentem mais ouvir ou tocar?

Avenged Sevenfold: Todas elas. Acho que todas as músicas em nossa carreira se tornam cansativas. Mas eu te digo, se o público certo estiver lá e ficar louco, faz tudo isso ser diferente. Se você tocar para uma plateia estática, se torna bem entediante tocar músicas que você já toca há 15 anos. Por isso é ainda recompensador ir para a China e quando fomos para a Coreia e tocamos o setlist completo – que é realmente (!!) longo -, os fãs piraram o show inteiro e nos sentimos super bem! Uma daquelas coisas estranhas que se transforma em algo sensacional. É a atmosfera, sabe, tipo…. qualquer um ficaria cansado de tocar ‘Unholy Confessions’ por 5000 vezes se ninguém quisesse ouvir, mas ir para a Coreia e para alguns dos países asiáticos é algo como… vamos lá! É uma festa!

Zakk Wylde elogia o Avenged Sevenfold

Postado por Tate - 01/02/2015 - Sem comentários

A revista Detroit Live Magazine entrevistou recentemente do guitarrista Zakk Wylde e ele falou um pouco sobre o trabalho do Avenged Sevenfold. Confira abaixo o trecho traduzido.

Que banda te impressiona hoje em dia?

O Avenged Sevenfold e outras bandas do mesmo tipo. É ótimo ver bandas de hard rock indo tão bem. E muito importante ter sangue novo e manter a chama do rock and roll acesa. Eu digo: olha para o rock and roll. Nós começamos com Chuck Berry e veio os Beatles e os Stones, aí o Clapton, Page e Beck, ai  King Edward e St. Rhodes, então Yngwie.

Redes Sociais

Último Vídeo

Turnê



    08/01 – PEQUIM, China
    09/01 – XANGAI, China
    12/01 – SEUL, Coréia do Sul
    14/01 – HONG KONG, China
    16/01 – TAIPEI, Taiwan
    18/01 – JACARTA, Indonésia
    20/01 – BANGKOK, Tailândia
    23/01 – KUALA LUMPUR, Malásia
    25/01 – CINGAPURA, Cingapura
    27/01 – HONOLULU, Havaí

Facebook