Destaques

The Stage já está disponível! Saiba onde adquirir o seu
M. Shadows para O.C Register Leia a entrevista completa
Brooks Wackerman é o novo baterista do Avenged Sevenfold
Saiba os detalhes
.
Synyster e Zacky na Kerrang!
Leia a entrevista traduzida
.

Avenged Sevenfold vence categoria no Metal Hammer Golden Gods 2014

Postado por Thammy Sartori - 16/06/2014 - Sem comentários

O Avenged Sevenfold ganhou o prêmio na categoria de “Melhor Banda Internacional” na Metal Hammer Golden Gods 2014.
Eles concorreram contra grandes bandas como: Dream Theater, Within Temptation, Volbeat e Nine Inch Nails.
mh

5 motivos porque o Avenged Sevenfold detonou no Download Festival 2014

Postado por Tate - 16/06/2014 - Sem comentários

Na última sexta feira o Avenged Sevenfold fez um show que entrou para a história do Download Festival. Com um setlist muito mais longo que o normal, o show foi tão bom que a Kerrang! listou os 5 motivos porque o Avenged Sevenfold detonou no festival. Confira.

 

1. Eles tinham muuuuuuuuita pirofagia.
Então, eles não trouxeram o Deathbat gigante para sua primeira apresentação como headliner do Download, mas Buried Alive e Almost Easy foram as duas músicas mais quentes do shows, com grandes canhões de fogo explodindo durante cada refrão. Eles eram tão poderosos que fizeram até a chuva desaparecer. História verdadeira.
2. Eles tocaram um monte de coisas antigas.
O Avenged Sevenfold decidiu dar aos fãs algumas faixas antigas do Waking the Fallen e do City of Evil, que faltaram da última vez que eles tocaram no Reino Unido. De quais músicas estamos falando? Bom, faixas como Second Heartbeat (Logo depois um solo de Synyster Gatrs tocando God Save The Queen), Seize The Day e até Burn it Down. Foi. Muito. Fantástico.

3. Eles prestaram um tribute ao The Rev.
Não precisa nem falar, mas a presença de Jimmy ‘The Rev’ Sullivan foi extremamente sentida noite passada. M.Shadows revelou ao público que a mãe de Jimmy telefonou antes do show e disse para ele: “Vai lá e detone! É isso que o Jimmy iria querer.”. Shadows antecedeu então para dedicar a emocional So Far Away para seu falecido parceiro de banda. Foi realmente lindo.

4. Hail To The King é completamente assassino ao vivo.
Shepherd of Fire, This Means War, Hail To The King: Elas todas soam gigantescas ao vivo e eles trouxeram um novo elemento ao show do Avenged Sevenfold. Synyster Gates e Zacky Vengeance são um dos melhores guitarristas atualmente e cada nota, riff ou solo foi perfeitamente harmonizado e provou que o álbum, que antes era um divisor de opiniões, agora tem o seu lugar no set ao vivo.

5. Eles entraram para a história do Download.
‘O Avenged Sevenfold não é bom o suficiente para ser atração principal do Download”. Alguns de vocês reclamaram quando o Avenged Sevenfold foi anunciado no topo da lista deste ano. Mas M.Shadows e companhia totalmente mereceram o status de atração principal e não tem absolutamente dúvida nenhuma que eles irão ser headlines de outros festivais do rock e metal dos anos seguintes.

 

Veja o setlist completo do festival e também as fotos do show.

[GALERIA] – 13/06/2014 – DOWNLOAD FESTIVAL 2014

Postado por Thammy Sartori - 16/06/2014 - 1 comentário

No último dia 13Avenged Sevenfold se apresentou no festival Download Festival 2014 em Derby, Inglaterra.

Confira abaixo a galeria de fotos do show:

1

- Download Festival (X)
– Rock Sound‘ (X)
– Total Guitar (X)
– Digital Mechanic Photography (X)

 

Fonte: DeathbatNews

13/06/14 – Download Festival

Postado por Lucas - 13/06/2014 - 2 comentários

Hoje, dia 13 de Junho, o Avenged Sevenfold se apresentou como principal atração do Download Festival 2014. Sem limite de tempo, a banda tocou um setlist extenso, só perdendo para o show do México desse ano:

Setlist:
01-Shepherd of Fire
02-Critical Acclaim
03-Bat Country
04-Hail to the King
05-Buried Alive
06-So Far Away
07-Burn It Down
08-Nightmare
09-Second Heartbeat
10-Guitar Solo
11-Beast and the Harlot
12-Afterlife
13-This Means War
Bis:
14-Seize the Day
15-Almost Easy
Bis 2:
16-A Little Piece of Heaven
17-Unholy Confessions

Fonte: Setlist.fm

Hail To The King: Deathbat – Lançamento do site oficial do jogo

Postado por Tate - 13/06/2014 - 1 comentário

O Avenged Sevenfold lançou ontem o site oficial do jogo para dispositivos móveis Hail To The King:Deathbat.
Cadastre-se no site para receber todas as novidades referente ao jogo em seu e-mail.

Entrevista com M.Shadows durante a passagem pela Polônia

Postado por Tate - 11/06/2014 - 1 comentário

O jornal Poland’s Rzeczpospolita conversou com M.Shadows antes da passagem da banda pelo país no incio do mês, onde eles falaram um pouco sobre o crescimento do Avenged Sevenfold, sobre eles serem os sucessores do Metallica e sobre as críticas que a banda recebe. Confira a tradução.

Como um grupo tão novo se tornou um dos grupos mais importantes do hard rock? O ouro de vocês vai ao topo da Billboard americana 200, ao lado do Black Sabbath que é uma das maiores estrelas de festivais.

Nós somos relativamente um grupo novo. Nós começamos em 1999. Desde o começo nós nos focamos em trabalho duro, gravamos seis discos, estamos constantemente em turnê. Visitamos quase que o mundo inteiro. Se existem alguns lugares da América, Ásia e Europa que nós ainda não conseguimos ir tocar, estamos indo agora. Eu tenho a impressão que somos a banda de rock mais forte que está na estrada. Para shows de rock de verdade, você tem que ter força.

Vocês vieram para a Polônia em uma data muito especial para nós – 4 de Junho, o aniversário de 25 anos da nossa primeira eleição livre em nosso país.

Nós estamos contentes que estaremos na Polônia em uma data que é muito importante para a nação. Eu sei que essa também é uma data importante para países do leste europeu, estou pensando particularmente na Ucrânia, que pode tomar a Polônia como exemplo. Eu mantenho meus dedos cruzados para a Ucrânia e eu espero que as autoridades russas tenham um diálogo pacífico com as autoridades Ucranianas. Lá e na Rússia existem muitas bandas boas de rock e eu quero que eles saibam que tem o suporte do Avenged Sevenfold na pacificação desses conflitos. Eu não acho que iremos nos encontrar com o Barack Obama, que está planejando uma visita à Polônia no mesmo período que nós, mas eu estou ansioso para a noite em que iremos nos divertir com nossos amigos poloneses em seu feriado.

Os poloneses gostam muito de ouvir Guns N’ Roses e Metallica quando se fala de bandas de rock.

Nós estamos orgulhosos em sermos vistos como os sucessores do Metallica, do Guns e do Pantera. Há alguns anos o Metallica nos levou para uma turnê quando ainda não éramos ninguém. Eles acreditaram em nós. Em 2006 eles nos convidaram para andarmos ao seu lado. Eles decidiram que era hora de nos tirar da periferia do Heavy Metal e nos mostrar mais amplamente para o público. Não é sempre que as grandes estrelas apoiam tanto os, se existe, mais novos competidores. Semelhantemente, uma coisa muito legal que fizeram por nós foi o Ozzy nos ter convidado para tocar em seu festival Ozzfest. O Metallica e o Ozzy nos trataram muito bem. Eles nos apoiaram e foram muito amigáveis. Hoje, nós tentamos agir parecido com as bandas mais novas que estão na estrada. Metallica e o Ozzy nos mostraram a ser pessoas melhores, como tratar os outros melhor.

O mundo ainda precisa de uma grande fase de bandas de rock?

Nos Estados Unidos tem muitas bandas de rock que são muito boas, que tocam músicas interessantes, mas eu não conheço nenhum grupo que sua ambição é se tornar uma nova formação do Black Sabbath ou Metallica. Não existe outro Guns N’Roses. O Led Zeppelin nunca tocará ao vivo de novo. O mundo está mudando, as mídias sociais dominaram o mercado da música. Não se vendem discos como antes, CD’s físicos estão se tornando lentamente uma linha de transmissão. Nossos dois últimos álbuns, ‘Nightmare’ e ‘Hail To The King’ atingiram o topo da lista da Billboard, algo que eu não poderia pensar para quem faz música sem lucros. Os nossos antigos discos também estão listados muito bem. Nós não somos pop stars, R&B, eletrônico ou hip hop. Não procure por tendências . Nós usamos como referências as maiores tradições do rock. Acontece que as pessoas que estão de saco cheio das músicas plásticas apreciam o nosso trabalho. Nós estamos muito felizes de ter fãs que enchem as casas por todo o mundo. Eu acho que nós somos representantes de uma nova geração do metal que orgulhosamente segue as tradições do gênero.

 

A pergunta é se a inspiração dos clássicos o Avenged Sevenfold não raspa no plágio? Nós escutamos isso quando compararam ‘This Means War’ do Hail To The King a ‘Sad But True’ do Metallica.

Ela foi inspirada em ‘Sad But True’ e ‘Kashmir’ do Led Zeppelin. Mas para ser honesto, nós não estamos interessados nas opiniões críticas. Contamos apenas com a opinião de nossos fãs. Fãs que não nos acusam de copiar. Crescemos das mesmas raízes que o Metallica. Deep Purple, Black Sabbath e Led Zeppelin são nossas inspirações principais. Claro que igualmente importante estão bandas como Iron Maide, Guns N’ Roses, Megadeth, Judas Priest e Pantera. Se em uma música, das mais de 70 que escrevemos, alguém escuta uma clara referência ao Metallica, eu não tenho nada contra. Pior que as críticas que estão longe de serem justas tem as outras músicas que não tem nada ver com o Metallica. Sempre terá alguma razão para odiar alguém que está tendo sucesso.

Avenged Sevenfold é criticado por…

…Estar no topo. Nos chamam de falsos ou cópias, mas isso não é verdade. Apenas acompanhe nossa  carreira para saber o quão difícil e o grande caminho que percorremos para chegar ao topo. A verdade é que os críticos antigos não gostam das bandas novas. Preferem escrever sobre as bandas antigas e seus melhores anos que tem vinte, trinta ou quarenta anos. Eles preferem escrever sobre o retorno dos dinossauros ao Rock do que falar sobre as bandas novas que ganharam o reconhecimento do público. Eu não concordo com essa declaração que nós somos cópia de alguém. Eu acho que nós somos a linha de frente para reviver o rock clássico. Ninguém reclamou de 20 anos atrás quando o Soundgarden se inspirou no Black Sabbath. Algumas bandas e críticos nos odeiam porque vendemos muitos discos e shows. Nós não temos complexos.

Vocês se sentem como os sucessores do Metallica?

Como eu já falei, eu fico muito feliz quando nos chamam de sucessores do Metallica. De qualquer forma, eu não acho que o Lars Ulrich disse que a banda tem a última palavra. Nós queremos estar em turnê, gravar discos e dar aos fãs o máximo aproveitamento em tocar rock clássico. Só porque você trabalha duro não significa que você merece tudo.

Hoje você é um dos vocalistas mais populares nos Estados Unidos. Slash do Guns N’ Roses te convidou para tocar junto de lendas do Rock como Ozzy Osbourne, Iggy Pop e Chris Cornell.

Eu me senti honrado em ser convidado para cantar no álbum do meu ídolo de infância, especialmente junto de personalidades como Dave Grohl do Foo Fighters, Kid Rock, Adam Levine do Maroon 5 e eu acho que minha voz é um lindo presente. Eu tomo conta dela. Eu tenho tido aulas de canto e treinado a voz com uma pessoa que trabalhou com estrelas como Axl Rose e Kylie Minogue. Depois dos shows, sem festas. Eu não bebo, não fumo. Agora eu tenho uma família, estou ansioso para o nascimento do meu segundo filho. Família e trabalho são as coisas mais importantes para mim. Toda noite em que vou para o palco com a banda, tento dar ao público o melhor show. Portanto meu objetivo é ficar em forma. Nós não vamos para tocar desmerecendo o show, porque as pessoas sentem isso.

O Avenged Sevenfold é uma das bandas mais ativas hoje. Turnês enormes, novos álbuns… A música não tira um pouco sua vida pessoal?

A música faz parte da minha vida, mas eu também tenho uma vida familiar normal. Quando você está na estrada e não está fazendo discos, sacrifica a vida pessoal e quem você ama. Eu não uso Twitter ou Facebook, então eu tenho muito tempo livre. Minha vida virtual é muito pobre, e eu fico feliz. Eu tenho um filho pequeno e uma esposa, que são o centro do meu mundo. No verão o mundo irá receber meu segundo filho e eu mal posso esperar. Quando eu tenho um pouco de tempo livre eu jogo golf também. Me relaxa muito esse esporte.

E para terminar. Porque que é tão difícil de pronunciar o nome da banda?

Eu peguei esse nome emprestado a Bíblia, ainda quando éramos estudantes do colegial. Avenged Sevenfold se refere à história bíblica de Caim e Abel, o primeiro assassinato feito.

Redes Sociais

Último Vídeo

Turnê


    10/01 – Glasgow, Escócia
    12/01 – Newcastle Upon Tyne, Tyne and Wear
    13/01 – Birmingham, Inglaterra
    15/01 – Sheffield, Inglaterra
    16/01 – Manchester, Inglaterra
    18/01 – Nottingham, Inglaterra
    19/01 – Cardiff, País de Gales
    21/01 – Londres, Inglaterra
    22/01 - Londres, Inglaterra
    12/02 – Frankfurt, Alemanha
    13/02 – Hamburgo, Alemanha
    15/02 – Berlim, Alemanha
    16/02 – Düsseldorf, Alemanha
    18/02 - Amsterdam-Zuidoost, Holanda
    20/02 – Estugarda, Alemanha
    21/02 - Rudolfsheim-Fünfhaus, Áustria
    25/02 – Munique, Alemanha
    26/02 – Zurique, Alemanha
    28/02 – Lila, França
    01/03 – Luxemburgo, Luxemburgo
    02/03 – Paris, França
    04/03 – Copenhague, Dinamarca
    07/03 – Helsínquia, Finlândia
    09/03 – Estocolmo, Suécia
    10/03 – Oslo, Noruega
    07/05 – Kannapolis, Carolina do Norte

Facebook